top of page
Buscar
  • Foto do escritorCarina de Góes

XÔ, MEDO!

Atualizado: 22 de mai.

Oi pessoal!


Gostaria de falar com vocês sobre um tema comum a todos nós, o medo. O medo é um sentimento importante e nos protege de muitas coisas, os medos reais, que nos protegem dos perigos, são ligados ao instinto de sobrevivência. Há também os medos irreais — que são criados pela mente e impedem que o indivíduo explore todo seu potencial, nos paralisa e há a necessidade de tratamento psicológico e/ou médico, se você está paralisado pelo medo procure ajuda terapêutica!

Apesar desses tipos de medo irei conversar sobre outra situação, o chamado temor. Temor de acordo com o dicionário é um sentimento de profundo respeito e obediência, mas pode ser também falta de tranquilidade, sensação de ameaça; susto. Vamos conversar sobre eles olhando para Jó.


Na terra de Uz vivia um homem chamado Jó. Era homem íntegro e justo; temia a Deus e evitava o mal.

Tinha ele sete filhos e três filhas,

e possuía sete mil ovelhas, três mil camelos, quinhentas parelhas de boi e quinhentos jumentos, e tinha muita gente a seu serviço. Era o homem mais rico do oriente.

Seus filhos costumavam dar banquetes em casa, um de cada vez, e convidavam suas três irmãs para comerem e beberem com eles.

Terminado um período de banquetes, Jó mandava chamá-los e fazia com que se purificassem. De madrugada ele oferecia um holocausto em favor de cada um deles, pois pensava: "Talvez os meus filhos tenham lá no íntimo pecado e amaldiçoado a Deus". Essa era a prática constante de Jó.


Como podemos observar nesses versículos Jó era um homem íntegro e justo; temia a Deus e evitava o mal, ele tinha um sentimento de profundo respeito e obediência ao Senhor e isso não podemos negar, ele era verdadeiro, justo e por temer ao Senhor sabemos que ele era sábio.

Entretanto vemos que Jó ainda não conhecia completamente a Deus pois também tinha medo dEle, temor também pode significar falta de tranquilidade, sensação de ameaça; susto. E como esse último ponto é justificado? Porque ele constantemente oferecia holocausto por seus filhos depois das festas que davam e também os purificava "Talvez os meus filhos tenham lá no íntimo pecado e amaldiçoado a Deus", essa era a prática constante de Jó. E quando ele perde tudo o que possuía, filhos, bens e saúde diz:


O que eu temia veio sobre mim; o que eu receava me aconteceu.


Jó ainda não conhecia intimamente a Deus, por isso continuamente sacrificava por seus filhos, ele tinha medo que algo acontecesse e abalasse sua família. Ter medo não é um problema mas andar com medo sim. Caminhar com medo de sofrer ou fazendo rituais para "evitar o mal" é uma das consequências da falta de conhecimento de Deus. Temer a Deus, o obedecer, conhecer e servi-Lo não é uma segurança de que nada de mal nos acontecerá, ao contrário, é crer que ainda que aconteça o Senhor está presente e trabalha para o meu bem, mesmo que eu não compreenda como.

Ao passar os capítulos vemos que Jó continuou sofrendo, tudo é tirado e seus amigos e esposa não conseguem consola-lo, na verdade eles até o acusam. A diante Deus fala com ele mas não responde nenhuma pergunta de Jó, embora comece a dizer quem Ele é, dando detalhes da Sua criação e poder, Eu Sou o que Sou, por meio de quem tudo se fez e tudo se faz.

Nesse diálogo Jó vai conhecendo a Deus pois começa a andar com Ele, ele compreende que o Senhor é grande demais para o entendimento humano. Antes Deus era um conhecido de longe, e no final se tornou um companheiro de perto.


Meus ouvidos já tinham ouvido a teu respeito, mas agora os meus olhos te viram.


Não se relacione com Deus através do medo pois isso é religiosidade. Pare e reflita, tem medo de estar nas mãos de Deus e por isso busca "fazer tudo certo"? Todos nós erramos e erraremos, mas diferença é a busca em obedecer e glorificar ao Senhor através de sua vida por amor e gratidão, e a gratidão é consequência do conhecimento de Deus.

Podemos compreender mais e mais quem Ele é através da Sua Palavra, tendo tempo em oração (conversa), meditação e caminhando com Ele, dessa forma o medo vai dando lugar para a fé pois tudo está em Suas mãos, e Sua vontade para nós é boa, perfeita e agradável.

Você não está sozinho ou desamparado ainda que todos tenham te deixado, recorra a quem faz os seus dias e fez o seu ser, Ele é aquele que acalma a tempestade do seu e do meu coração.

Hoje, o Eu Sou está acessível através de Jesus Cristo, podemos falar com Ele e mais ainda podemos andar com Deus. Há um lugar onde o medo não tem vez, e esse lugar é no Senhor.


No amor não há medo; pelo contrário o perfeito amor expulsa o medo, porque o medo supõe castigo. Aquele que tem medo não está aperfeiçoado no amor.


Com carinho,

A Semeadora







29 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

댓글 1개

별점 5점 중 0점을 주었습니다.
등록된 평점 없음

평점 추가
Raul Peres de Góes
Raul Peres de Góes
2021년 10월 05일

Amém!

좋아요
bottom of page